Como promover o bem-estar dos colaboradores para que se desenvolvam? – Por: Pedro Signorelli é um dos maiores especialistas do Brasil em gestão, com ênfase em OKRs. Já movimentou com seus projetos mais de R$ 2 bi e é responsável, dentre outros, pelo case da Nextel, maior e mais rápida implementação da ferramenta nas Américas.

Como promover o bem-estar dos colaboradores para que se desenvolvam? – Por: Pedro Signorelli é um dos maiores especialistas do Brasil em gestão, com ênfase em OKRs. Já movimentou com seus projetos mais de R$ 2 bi e é responsável, dentre outros, pelo case da Nextel, maior e mais rápida implementação da ferramenta nas Américas.

Prezar e promover o bem-estar dos colaboradores deveria ser considerado fundamental por todas as empresas, porém, sabemos que não é a realidade em algumas – várias –  organizações. É papel do líder zelar para que o time esteja se sentindo bem com as condições de trabalho que são oferecidas, não só para que se sintam felizes em estar naquele ambiente, como para que também consigam se desenvolver por completo. Afinal, o bem-estar influencia diretamente no desenvolvimento dos indivíduos e da equipe como um todo.

Dados do “Panorama do bem-estar corporativo 2022”, estudo feito pelo Gympass, maior plataforma de bem-estar corporativo do mundo, mostram que a perspectiva de bem-estar no trabalho é um fator preponderante nas decisões que os colaboradores tomam em relação à carreira. O bem-estar é um pilar tão importante quanto o salário para 83% dos entrevistados, já 85% permaneceriam em um cargo se a empresa priorizasse o bem-estar e 77% afirmam que pensariam em deixar uma empresa que não prioriza o bem-estar.

No entanto, precisamos refletir sobre o verdadeiro “bem-estar” dos colaboradores dentro de uma organização. Convenhamos que oferecer escorregador, mesa de ping-pong e vídeo game não se enquadram nessa categoria. Estes itens são totalmente acessórios, para não dizer que estão no lugar errado, quando estamos falando de bem-estar. Que tal oferecer condições de trabalho adequadas para que as pessoas exerçam todo o seu potencial e se desenvolvam pessoalmente ao executar o seu trabalho?

Sim, estou falando de estabelecer uma liderança próxima, de processos, de direcionamento claro, de ferramentas de trabalho, de priorização adequada, de poucas horas extras e equilíbrio com a vida pessoal, de autonomia para realizar suas tarefas, de saber porque realizá-las. Arrisco dizer que ler estas palavras lhe trouxe uma sensação de bem-estar, imaginando que um possível ambiente de trabalho com essas condições, seja agradável de se estar e aumentaria sua vontade de se entregar nas tarefas.

Diante deste cenário, os OKRs – Objectives and Key Results (Objetivos e Resultados Chaves) -, são uma excelente ferramenta de gestão para ajudar durante o processo de promoção do bem-estar dos colaboradores. Afinal, os OKRs permitem criar uma visão mais clara, objetiva e específica da direção que a organização quer e pretende caminhar, pelo seu processo bottom up de definição.

A partir disso, os colaboradores participam da construção da forma de alcançar estes grandes objetivos da organização, gerando engajamento e alinhamento de propósito das tarefas do dia a dia com a estratégia da organização. Uma vez definidos, mesmo com uma disciplina de acompanhamento frequente, propõe um grau de autonomia para execução das tarefas, tendo sido acordados os resultados a serem alcançados ao final do período.

Desta maneira, o líder deve agir como um facilitador neste processo, seja trazendo pessoas capacitadas para a execução das atividades, seja capacitando as que estão envolvidas ou fornecendo ferramentas para isso. Pois quando todos participam do processo, ficam mais engajados e passam a se sentir responsáveis pelas ações e resultados da empresa, além de estarem se desenvolvendo, o que faz com fiquem satisfeitos no ambiente de trabalho.

Compartilhar este post

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *