Propaganda

Artigos

RH estratégico guia a empresa para a transformação digital – Por:André Franco – CEO do Dialog.ci

No mundo em que vivemos atualmente, o RH assume uma posição bastante estratégica no negócio, levando os profissionais da área a transitarem em todos os departamentos da empresa e impactarem diretamente nos resultados. Inclusive no que diz respeito à transformação digital, como veremos a seguir.

Digitalização do RH é um caminho sem volta

A digitalização não é nova na área, mas certamente foi acelerada nos últimos tempos. Isso se mostrou como um teste para os profissionais, que precisaram se capacitar para o uso da tecnologia no trabalho e enxergar suas atividades com outros olhos: buscando desafios e soluções digitais.

Ainda falando em evolução, a Deloitte indica como a entrega de serviços por parte do RH mudou ao longo das últimas décadas “com uma trajetória de crescente impacto nos negócios marcado pela mudança de mindset, saindo de ‘departamento de pessoal’ para ‘departamento de recursos humanos’ para ‘função de pessoas’ e finalmente ‘experiência do empregado’”.

É nesse momento que entra o conceito de RH Digital que, ainda de acordo com a consultoria, é a “aplicação de tecnologias e análises avançadas, características e comportamentos digitais e centralização do cliente de RH. Isso por meio das lentes do seu modelo operacional com o objetivo de otimizar o departamento para oferecer desempenho organizacional sustentável.”

Conheça a evolução do RH:

  • RH 1.0: Modelo pioneiro de RH, servia apenas para acertar as questões empresa-funcionário (admissão, demissão etc).
  • RH 2.0: Passa a administrar partes do negócio e enxergar o colaborador como parte importante do crescimento da empresa.
  • RH 3.0: Os avanços tecnológicos adentram este segmento como softwares de recrutamento, uso de people analytics, além da política de motivação.
  • RH 4.0: O famoso RH Digital, tem como objetivo otimizar o uso das tecnologias, e usa a automação a favor das estratégias organizacionais e na gestão de pessoas.

Novas fronteiras de oportunidades para o RH

Hoje, espera-se do RH a liderança na transformação da organização. Para Dom Mailliard, executivo da KPMG nos Estados Unidos, os pré-requisitos para atingir a mentalidade digital são:

  • Conectar as pontas;
  • Assumir que todos são inovadores;
  • Ter mindset focado no desenvolvimento;
  • Agir e desafiar com coragem.

Isso abre novas oportunidades para Recursos Humanos impactar toda a organização por meio de novas funções que passam a existir pouco a pouco.

Abaixo, listo alguns segmentos da organização que são diretamente afetados pela área.

  • Relações com colaboradores

Em algumas empresas, existe um departamento específico para tratar desse tema, principalmente nas de grande porte. Em algumas montadoras de automóvel, por exemplo, as negociações com sindicatos e análise de clima organizacional fazem parte do escopo dessa área. A clareza sobre esse relacionamento afeta diretamente o andamento do negócio.

  • Engajamento e Clima Organizacional

Essas duas atividades podem ficar sob a responsabilidade de diversos departamentos (Relações com Empregados e Comunicação Interna, por exemplo), dependendo da estrutura da empresa. Algumas vezes, fica dentro do próprio RH.

E por que o trabalho do profissional de Recursos Humanos impacta esses dois temas? Se o colaborador está engajado e o clima organizacional está bom, a taxa de turnover provavelmente será baixa e os resultados das entregas das áreas serão melhores.

E, claro, as atividades de RH impactam o colaborador. Seja por iniciativas que cuidem do bem-estar e saúde dos funcionários, treinamentos que visem o desenvolvimento, entre outros. Tudo isso resulta no crescimento do engajamento e um melhor clima.

  • Comunicação Interna

RH e Comunicação Interna tem uma relação única. Isso porque as duas áreas possuem uma semelhança muito importante: seu cliente principal é o colaborador.

Portanto, o trabalho de uma área impacta diretamente a outra. Na verdade, se complementam. É responsabilidade da área de Comunicação informar os colaboradores, mas muitos dos processos que afetam e são do interesse dos funcionários estão sob a guarda do RH.

Sendo assim, é necessário construir e manter uma ponte transparente e uma união de forças para um melhor desempenho para ambas as partes.

Além disso, a área de CI pode medir a efetividade do trabalho de RH por meio de pesquisas de clima. Com essas métricas, os profissionais de Recursos Humanos podem encontrar pontos de melhoria em seus processos.

60 visitas
Propaganda

cool good eh love2 cute confused notgood numb disgusting fail