Propaganda

Artigos

Por que empresas estabelecidas vem a falir – Por: Wander André Viana é o fundador da Investis, e atua no setor de serviços financeiros a mais de 27 anos, sendo formado em Engenharia da Computação, e com MBA em especialização em Finanças e Seguros pela FIA-USP

Sem dúvida a principal causa é a falta de vendas, assim como o corpo humano precisa de alimentos, empresas precisam de vendas, mas somente este fato isoladamente não é a única causa que empresas estabelecidas vem a solicitar recuperação judicial, e a decretação da falência quando não conseguem sair desta situação.

Quando não está vendendo, a primeira solução é procurar aonde cortar os custos, e aí percebe-se que muitas coisas poderiam ter sido feitas antes, mesmo antes de uma crise. Atravessar uma crise como essa do COVID-19 sem caixa na empresa também é algo que empurra as empresas para a falência, com limitação de acesso ao crédito, empresários ficam sem muitas alternativas em seus negócios.

A falta de planejamento e boa gestão pode levar o encerramento das atividades, por falta de desconhecimento de alguns fatores de riscos que estão expostos no dia a dia da empresa, onde se alavancam demais pensando somente no curto prazo, e não conseguem fazer as coisas evoluírem da maneira imaginada.

Para quem vende no mercado B2B, um dos fatores de risco é não saber a situação financeira de seus clientes, e apenas vendem sem fazer uma análise de risco de crédito, e uma devida monitoria para recuperar créditos perdidos. Mesmo aqueles clientes bons pagadores de décadas, a situação pode transformar rapidamente, mediante de mudanças de cenários inesperados. E, a área comercial que precisa vender, muitas vezes não entende que se uma empresa tem uma margem de lucro de 10%, e numa eventual Perda no Lucro de R$ 50.000, vai precisar R$ 500mil em novas vendas para recuperar o prejuízo, então cabe o financeiro ter as informações estratégicas para poder passar esse conhecimento para sua equipe. Já existem soluções no mercado para proteger as Contas a Receber, é comum o empresário avaliar proteções de seus ativos via seguro, mas não tão comum proteger seus Recebíveis em caso de não pagamento de seus clientes.

Outro fator pouco pensando, é a proteção societária em caso de falecimento de um dos sócios, quando isto acontece, muitas empresas não tem caixa suficiente para pagar as cotas dos herdeiros, tendo que permitir a entrada de sócios que não tem experiência no negócio, o que pode causar grande confusão nos negócios, e quando as divergências aumenta e a empresa fica sem direção, inevitavelmente a empresa vem a sofrer, e podem decretar a falência.
A exposição dos ativos dos sócios em caso de falência, e bloqueio judicial, é um outro problema, quando não se tem um devido planejamento estratégico.

Wander, fundador da Investis, acredita que a educação do empresário para ter uma gestão holística em seu negócio é fundamental, para preservação da empresa por gerações.

A Investis é uma consultoria financeira independente, fundada para contribuir com as Micro, Pequenas e Médias Empresas. Temos 3 divisões que se conectam conforme a estruturação das necessidades das empresas. A Investis Empresas além da consultoria empresarial, está autorizada a fornecer serviços bancários via o banco C6Bank. A Investis Capital, é uma consultoria de investimentos especializada ao acesso ao mercado de capitais doméstico ou global via parceiros de negócio, e a Investis Seguros, focada na parte de gestão de riscos e proteção via seguros.

Wander André Viana é o fundador da Investis, e atua no setor de serviços financeiros a mais de 27 anos, sendo formado em Engenharia da Computação, e com MBA em especialização em Finanças e Seguros pela FIA-USP, possui registro na Comissão de Valores Mobiliários – CVM, para atuar como consultor de investimentos profissional, trabalhou em empresas multinacional por mais de 20 anos, com vivência no Japão e Estados Unidos.

224 visitas
Propaganda

cool good eh love2 cute confused notgood numb disgusting fail