Propaganda

Artigos

O “ROIT BANK”, solução que integra banco a serviços contábeis, foi apresentado como estudo de caso a estudantes dos Estados Unidos e Itália.

A experiência da startup brasileira ROIT BANK se tornou matéria de salas de aula pelo mundo. O uso de robotização e inteligência artificial nas soluções em gestão contábil, financeira e fiscal desenvolvidas pela fintech está sendo apresentado em cursos do International Business School (IBS) aplicados por meio de parcerias com instituições de diferentes países.

O ‘case” ROIT BANK foi recentemente tema de abertura de programas realizados pelo IBS com a CSUN – California State University e a SUNY – The State University of New York, ambas dos EUA; e ainda com a CUOA – Business School, da Itália. Os cursos – nas áreas de negócio, marketing, gestão e afins – ocorrem regularmente de forma presencial. Excepcionalmente, por conta da pandemia de Covid-19, as aulas estão sendo remotas.

A explanação da expertise da fintech é resultado de um convite feito pelo diretor de Relações Institucionais do IBS, Aldo José Brunhara. Com mais de 20 anos de experiência no mundo corporativo, Brunhara é PhD em Administração de Negócios, pela Escola Superior de Propaganda e Marketing (ESPM), e no IBS articula com os alunos projetos de empreendedorismo e inovação.

Empreendedorismo e inovação, por sinal, duas palavras-chave para caracterizar o ROIT BANK. A apresentação do ‘case’ aos estudantes norte-americanos e italianos coube à CSO da empresa, Thaís Carneiro. “Falamos sobre trajetória e modelo de negócios; bem como sobre conjuntura de mercado, desafios e oportunidades, neste cenário de crise decorrente da pandemia de Covid-19”, resume a executiva.

Thaís Carneiro, CSO do ROIT BANK.

De acordo com Thaís Carneiro, chamou a atenção dos estudantes o grau de desenvolvimento e eficiência da robotização e a inteligência artificial que integram as soluções do ROIT BANK. Para a executiva, ao se transformar em tema de aulas de instituições referências como o IBS e parceiras pelo mundo, a trajetória da empresa se consolida como “case internacional”.

A CSO ressalta ainda o fato de se tratar de tecnologia desenvolvida no Brasil, por profissionais brasileiros. Fintech com sede em Curitiba e clientes em todas as regiões do Brasil, o empreendimento completa cinco anos de fundação em 2021. Desde abril último, transformou a denominação de uma de suas soluções – o ROIT BANK – no nome da própria empresa.

“A mudança do nome – de ROIT para ROIT BANK – expressa em que se constitui a empresa hoje: um banco, inteligente, integrado a soluções contábeis, fiscais e financeiras”, assinala o CEO e fundador da empresa, Lucas Ribeiro, observando se tratar de experiência inédita, no mundo. Inovações como essa é que tornaram o empreendimento brasileiro objeto de estudo acadêmico, avalia Ribeiro.

157 visitas
Propaganda

cool good eh love2 cute confused notgood numb disgusting fail