Propaganda

Artigos

Maersk lança própria rede de frete aéreo

A Maersk Air Cargo surge para atender a demanda global por logística integrada

A A.P. Moller – Maersk anunciou nesta sexta-feira (8) a inauguração da Maersk Air Cargo, rede de frete aéreo do grupo, com o objetivo atender a demanda global por uma logística integrada.

Ao mesmo tempo, a Maersk escolhe o segundo maior aeroporto da Dinamarca, Billund, como seu hub de frete aéreo para a Maersk Air Cargo com voos diários, gerando vários empregos na região. Para este fim, a Maersk Air Cargo também anuncia sua intenção de firmar um acordo com o Flight Personnel Union (FPU), que faz parte da Confederação e Sindicatos Dinamarqueses (FH).

Segundo o chefe global de Logística e Serviços da A.P. Moller – Maersk, Aymeric Chandavoine, o frete aéreo proporciona flexibilidade e agilidade nas cadeias de suprimentos globais, permitindo que os clientes enfrentem os desafios críticos da cadeia de suprimentos, enquanto oferece opções de transporte para cargas de alto valor.

“Acreditamos firmemente em trabalhar em estreita colaboração com nossos clientes. Portanto, é fundamental para a Maersk também aumentar nossa presença no setor global de carga aérea, introduzindo a Maersk Air Cargo para atender ainda melhor às necessidades”, comenta.

A capacidade controlada da Maersk, alimentada pela Maersk Air Cargo, foi projetada para tornar as jornadas da cadeia de suprimentos mais resilientes e intuitivas. Como um serviço independente, a Maersk Air Freight pode ajudar os clientes a aproveitar ao máximo as oportunidades, levando sua carga aérea ao lugar certo na hora certa. Quando combinado com serviços marítimos, terrestres, de armazenamento e alfandegários, isso deverá impulsionar a cadeia de suprimentos de várias maneiras.

A nova empresa de frete aéreo é o resultado da operadora de aeronaves existente, Star Air, que transferiu atividades para a Maersk Air Cargo, a nova transportadora que suporta novos e clientes existentes, com logística de ponta a ponta da Maersk. O processo de transferência de atividades recebeu excelente apoio de clientes, fornecedores, funcionários e da Autoridade de Aviação Civil Dinamarquesa.

Para o chefe global do departamento de Ar e L.C. da A.P. Moller – Maersk, Torben Bengtsson, é um passo importante da estratégia da Maersk Air Freight, pois permitirá a oferta de uma combinação verdadeiramente única de frete aéreo integrado a outros modos de transporte.

 

“Vemos uma demanda crescente e contínua por carga aérea, tanto hoje quanto no futuro, bem como uma demanda crescente por logística de ponta a ponta, por isso é importante fortalecer nossa capacidade de controle próprio e avançar ainda mais em nossa estratégia de frete aéreo”, explica Bengtsson.

A Maersk operou pela última vez em Billund em 2005. Do continente, a Maersk Air Cargo irá progressivamente implantar e operar uma capacidade controlada de cinco aeronaves – duas novas aeronaves B777F e três aeronaves de carga B767-300 arrendadas. Três novos cargueiros B767-300 também serão adicionados à operação EUA-China, que será inicialmente tratada por uma operadora terceirizada. Espera-se que as novas aeronaves estejam operacionais a partir do segundo semestre de 2022 e até 2024.

O Aeroporto de Billund espera receber a Maersk Air Cargo, que também apoiará o crescimento da comunidade empresarial da Dinamarca Ocidental. O CEO do aeroporto, Jan Hessellund, fala sobre a parceria com orgulho. “Tivemos crescimento, desafiamos a pandemia e estabelecemos um novo ano recorde em carga em 2021. Isso não acontece sem bons parceiros, e fazemos o que podemos para tornar nossos parceiros bons. Agora, a Maersk Air Cargo entra no palco do Aeroporto de Billund e o eleva um pouco. Estamos incrivelmente orgulhosos por sermos escolhidos como o hub europeu da Maersk para frete aéreo e esperamos desenvolver a colaboração para novos patamares”.

 

A ambição da Maersk é ter aproximadamente um terço de sua tonelagem aérea anual transportada dentro de sua própria rede de frete controlada. Isso será alcançado através de uma combinação de aeronaves próprias e arrendadas, replicando a estrutura que a empresa possui em sua frota oceânica. A capacidade restante será fornecida por transportadoras comerciais estratégicas e operadores de voos charter.

Espera-se que a Maersk Air Cargo esteja totalmente operacional a partir do segundo semestre de 2022.

89 visitas
Propaganda

cool good eh love2 cute confused notgood numb disgusting fail