Propaganda

Artigos

Índice de ‘superendividados’ na RMC – Região Metropolitana de Campinas , cresce 3,07% em 2019

Em Campinas, esse índice foi bem menor (0,84%) no mesmo período, segundo cálculos do Departamento de Economia da ACIC

De acordo com dados divulgados pelo Instituto Brasileiro de Defesa do Consumidor (Idec), cerca de 15% da população brasileira, um pouco mais de 30 milhões de habitantes, está “super endividada”, e 48%, inadimplente. Chamados de superendividados, os indivíduos deste grupo representam 15% da população brasileira e metade (50%) do número de pessoas inadimplentes no País, que, segundo o Serviço de Proteção ao Crédito (SPC Brasil), fechou 2018 com 62,6 milhões de CPFs negativados.

Avaliando os dados do Serviço Central de Proteção ao Crédito (SCPC) relativos a Campinas e Região, o economista da Associação Comercial e Industrial de Campinas (ACIC), Laerte Martins, observa que em 2019, na Região Metropolitana de Campinas (RMC), a população cresceu em 97 mil habitantes (3,06%) e o nível total de endividamento subiu em 14,6 mil devedores (3,07%), sendo que o total geral de inadimplentes (pessoas que não pagaram suas aquisições em dia) aumentou em 46,6 mil (3,06%).

Já em Campinas, os dados mostram que no mesmo período, 2019, a população cresceu 9,9 mil habitantes (0,83%), enquanto o nível de endividamento total subiu em 1,5 mil devedores (0,84%), sendo que o total geral de inadimplentes (pessoas que não pagaram suas aquisições em dia) aumentou em 4,7 mil (0,82%).

De acordo ainda com avaliação do SCP Brasil, 36% da população brasileira não controla e/ou coordena a sua vida financeira, As justificativas mais comuns são as de que os cálculos são feitos de cabeça, têm preguiça de fazer o controle, falta tempo e disciplina para administrar as finanças e achar um equilíbrio entre o que entra e o que sai. “Aparentemente, a inadimplência cresce mais na RMC (3,06%) e menos em Campinas (0,82%)”, aponta o economista da ACIC.

Em valores monetários, o total dos inadimplentes na RMC representou R$ 391,8 milhões em 2019. Enquanto em Campinas, esse total chegou a R$ 164,7 milhões em 2019.

163 visitas
Propaganda

cool good eh love2 cute confused notgood numb disgusting fail