Propaganda

Artigos

Diversidade no Mercado de Consumo e Empreendedorismo – Por : Marcelo Oliveira Martins dos Santos, Coordenador da Rede Afroempreendedores da Baixada Santista ( Reafro )

Segundo a pesquisa A Voz e a Vez – Diversidade no Mercado de Consumo e Empreendedorismo do Instituto Locomotiva em 2018, os negros são responsáveis pela circulação de mais de 1,7 trilhão de reais na economia brasileira. Isso significa que essa etnia assume um papel importante no mercado consumidor e influenciará nas tendências do mercado nas próximas décadas. Tendências essas no ramo da moda, vestuário, turismo e também serviço e produtos customizados para a etnia negra como, por exemplo, moda afro, beleza, cosméticos, saúde e outros.

Por representamos mais de 54% da população brasileira. Esse resultado destaca a relevância do público negro economicamente ativo que, de acordo com o Instituto Locomotiva se esses mesmos negros brasileiros criassem um país, seria a 11ª nação do mundo em população, com 114,8 milhões de pessoas e 17º país em consumo.

Mas devemos lembrar que o Brasil foi um dos últimos países do mundo a abolir a escravidão. Essa pressão de abolição foi feita pela Inglaterra, que queria a libertação de maneira formal. Mas segundo os historiadores da época, a intenção dos ingleses era justamente o fomento do mercado consumidor. Os negros assalariados aqueceriam o mercado e isso possibilitaria a importação de produtos.

Mesmo não tendo seus direitos resguardados por completo na sociedade brasileira, os negros ocupam em maior número o mundo do trabalho e, com os seus salários, aquecem o consumo brasileiro e produzem demandas e nichos pouco explorados no empreendedorismo nacional.

Enfim, um mercado de consumo e negócio que vale a pena estudar e investir, uma vez que cresce cada vez mais. É uma demanda gerada pela comunidade negra que tem recursos suficientes para impulsionar os negócios que se aventurarão para atender a comunidade negra brasileira.

 

Marcelo Oliveira Martins dos Santos – Administrador de Empresas – Formado na Universidade Catolica Santos,MBA Gestão Empresarial Estrategica pela Universidade Catolica Santos ,Coordenador da Rede Afroempreendedores da Baixada Santista ( Reafro ) e Presidente do Instituto Luther King – Rede de Afroempreendedores. Membro do Conselho Estadual de Participação e desenvolvimento da Comunidade Negra de São Paulo

24 visitas
Propaganda

cool good eh love2 cute confused notgood numb disgusting fail