Propaganda

Artigos

10 mulheres mais ricas do Brasil em 2020

O número de bilionários brasileiros aumentou 13,4% em 2020, para 238, dos quais 44 são mulheres. Apesar da presença feminina na lista ainda ser baixa, a quantidade de bilionárias registrada este ano é recorde: são 12 nomes a mais do que em 2016, quando o número chegou a 32, e 16 nomes a mais do que no ano passado (28).

Pela primeira vez, o bastão de mulher mais rica do Brasil foi passado para a bilionária do Magazine Luiza, Luiza Helena Trajano (68), que tem uma fortuna avaliada em R$ 24 bilhões. Luiza estreou no ranking de bilionários brasileiros em 2012, com patrimônio de R$ 1,19 bilhão. De lá para cá, a fortuna da empresária cresceu 2016%.

Luiza Trajano também é a única mulher da nova edição da lista a figurar no top 10 — esta é apenas a segunda vez que uma bilionária ocupa as primeiras posições. Em 2017, Maria Consuelo Saraiva Leão Dias Branco conquistou a 6ª posição da lista, com fortuna avaliada em R$ 13,25 bilhões, após a morte de seu marido, o empresário da M. Dias Branco, indústria de alimentos, em 2015.

O aumento no patrimônio da proprietária do Magalu também foi significativo entre 2019 e 2020. Desde a última edição da lista, o valor aumentou 181%, o que levou a bilionária a saltar 16 posições, direto para o 8° lugar da lista. O sucesso nos negócios da varejista, que é uma das maiores da América Latina, foi alavancado pela aposta em inovação digital, sob a liderança de Frederico Trajano. No ano passado, a companhia de varejo adquiriu a Netshoes em um negócio avaliado em R$ 115 milhões e, neste ano, foram adicionadas ao portfólio do Magalu três plataformas digitais de mídia.

A vice-liderança entre as mulheres ficou com Dulce Pugliese (72), cofundadora da rede Amil, vendida em 2012 para a norte-americana UnitedHealth. Em 2013, Dulce ocupou a posição de mulher mais rica do ranking que, na época, contava com apenas 21 bilionárias e 124 bilionários no total. Na 14ª posição geral do ranking deste ano, o patrimônio de Dulce Pugliese é avaliado em R$ 16,34 bilhões.

Outro destaque da lista são as acionistas da indústria de motores elétricos, transformadores, geradores e tintas WEG. Ao todo, 13 bilionários do ranking detêm participações na companhia, herança deixada pelos fundadores Werner Ricardo Voigt, Eggon João da Silva e Geraldo Werninghaus, sendo nove mulheres. Juntas, as herdeiras da WEG possuem fortuna de R$ 66,06 bilhões.

As mulheres mais ricas do Brasil representam 18,48% da lista de bilionários da Forbes de 2020 e a soma de seus patrimônios é de R$ 230,74 bilhões.

196 visitas
Propaganda

cool good eh love2 cute confused notgood numb disgusting fail