Propaganda

Artigos

“ROBÔS PODEM DEIXAR NOSSOS TRABALHOS MAIS INTERATIVOS, MODERNOS E CRIATIVOS”, DIZ DIRETORA DE RH DA ACCENTURE

O futuro será de pessoas com trabalhos mais interativos, modernos e criativos. O maior impacto da inteligência artificial será a reconfiguração das organizações e do nosso trabalho, apontou Beatriz Sairafi, Diretora de RH da Accenture, no nosso CxO Fórum, no último dia 7/5.

A tecnologia e os robôs vão liberar a agenda dos colaboradores para transformar e construir um novo conteúdo estratégico de trabalho, trazendo oportunidades para nós, os humanos. Nesse futuro próximo, “o maior desafio será criar escritórios “learning workplace”, alertou Sairafi, em palestra para mais de 600 executivos presentes em nossa sede, em São Paulo.

Segundo a executiva, a tendência de automação e automatização das tarefas mais repetitivas vieram para ficar. Na visão dela, existem muitos desafios, entretanto, três principais valem ser lembrados: trabalhar as questões dos skills, reconfigurar a força de trabalho e a própria organização e liderança.

ANSEIOS E OBRIGAÇÕES

É de responsabilidade das empresas e dos profissionais prover as novas competências. Ela lembrou que, recentemente, no Fórum Mundial as pessoas foram questionadas sobre quais seriam as skills do futuro.

Dentre as respostas, habilidades técnicas e a capacidade de resolver problemas complexos foram amplamente mencionadas. Em resumo, todas as resoluções apresentadas eram habilidades humanas e relacionadas à criatividade.

“Ainda estamos cobrando muito as pessoas somente pelo o que elas entregam, quando, na verdade, nosso papel é ajudá-las a entregar e capacitá-las”, apontou.

COLABORADORES SÃO CLIENTES

Para essa transformação acontecer, os líderes vão ter que tratar colaboradores como clientes. “Os atributos desejados pelos consumidores para produtos e serviços, no final das contas, são os mesmos esperados pela nossa força de trabalho”, provoca ela.

Os líderes ainda subestimam as habilidades humanas. Segundo pesquisa da Accenture, apenas 20% deles escolhem networking, coaching e colaboração como as principais habilidades que precisarão no futuro.

Pensando neste desafio do ‘futuro do presente’, a executiva, que lidera o time de pessoas de uma das maiorias consultorias do mundo, preparou um roteiro prático para os líderes que desejam ser transformadores de DNA corporativo neste novo universo digital.

6 ações para ser ‘líder de clientes fieis’

1. Amplie seu networking | Conecte e expanda parcerias. Seja ativo em conversas além da sua organização

2. Integre compartilhando seu conhecimento | Mostre às pessoas o que está em sua mente. Esteja presente, além de incluir a diversidade de pensamentos e estilos.

3. Compre maquinas ou contrate robôs | Abrace tecnologias disruptivas. Una pessoas às maquinas. Vá além do esperado. Experimente e aprenda.

4. Pratique uma nova forma de inteligência | Domine a inteligência emocional. Conecte-se ao seu propósito e desenvolva líderes voltados também para esse tema.

5. Demonstre confiança nas pessoas | Empodere as pessoas e ganhe confiança. Divida a responsabilidade com benefícios. Faça as pessoas crescerem.

6. Autonomia e alinhamento | Dê clareza na visão de negócio. Explique sempre o problema e por que é necessário que seja resolvido. Relaciona as tarefas com o propósito, definindo as pautas de decisão e o nível de autonomia dos times.

19 visitas
Propaganda

cool good eh love2 cute confused notgood numb disgusting fail