Propaganda

Artigos

Praisce Capital trouxe a Curitiba Zeina Latif

A Praisce Capital, corretora de investimentos em Curitiba-PR, trouxe Zeina Latif, uma das economistas mais influentes do país para falar para seus clientes sobre o panorama da economia atual, no Brasil e no Mundo.

Reconhecida pela Forbes, Latif é especialista em política monetária. A atual economista chefe da XP Investimentos já teve passagens em grandes bancos como o ABN Amro Real, Royal Bank of Scoltland, ING e HSBC.

Latif ministrou palestra no auditório da empresa, no bairro Juvevê nesta quinta-feira à noite, para um seleto grupo de investidores, clientes da Praisce Capital, uma empresa curitibana com mais de 1 bilhão de reais investidos pelos seus clientes e que está entre os 20 maiores Agentes Autônomos de Investimentos, credenciados junto à XP Investimentos.

Na sua palestra Latif afirmou que o cenário atual da economia brasileira é benigno, o tom é otimista, mas que os ajustes terão que ser feitos e isto poderá trazer alguma instabilidade durante a sua implantação, com reflexos no dólar e na inflação. Como 70% da cotação do dólar tem peso externo e apenas 30% interno, deve-se seguir também o panorama internacional, que, neste momento, é desafiador, com perspectiva de desaceleração nas duas maiores economias, a dos EUA e a da China. Esta desaceleração da economia traz em seu bojo uma desaceleração no comércio global, com reflexos sobre as moedas e sobre as vidas das pessoas.

Especificamente sobre a economia brasileira, Zeina Latif afirmou que o ambiente está sendo favorável e, por isso, o dólar está caindo, mas será preciso implantar as reformas. A da Previdência será apenas a primeira delas e poderá mexer com muitas pessoas, que poderão criar um ambiente hostil, mas isto vai depender muito da oposição, que, até o momento, está bastante desarticulada e enfraquecida. O governo Temer, goste-se ou não, deixou o país melhor do que o encontrou: implantou diversas reformas importantes, que permitiram ao país inverter a tendência de queda do PIB e tomar uma direção correta. A decisão do governo Bolsonaro de aproveitar o projeto da reforma da Previdência do governo anterior é positiva, porque ganha muito tempo de trâmite no Congresso.

Mas, o Brasil precisa melhorar a sua produtividade. Tanto na sua infraestrutura, como na sua capacidade de trabalho. Dois dados são importantes: 65% dos jovens não tem formação técnica ou acadêmica e a imensa maioria tem uma grande deficiência em matemática. Com isto, como poderemos melhorar nossa produtividade? Como consequência 60% da população brasileira vive com apenas um salário mínimo. Como este pouco dinheiro poderá desenvolver a economia? Mesmo assim, uma das conclusões é que o brasileiro precisa aprender a poupar, para investir, tanto em conhecimento como em novas tecnologias. “Na China se ganha menos e se poupa”.

Então, o progresso do Brasil não virá num curto espaço de tempo, mas à medida que estas mudanças – nos regimes previdenciário, tributário, jurídico e econômico forem sendo feitas. Mas, o importante é que retomamos o caminho certo e todos os indicadores apontam para uma sociedade melhor a curto, médio e longo prazo.

Independendtemente do cenário político e econômico Zeina reforçou que todos não devem ficar “sentados nas suas contas”, devem acompanhar com seus assessores a volatilidade do mercado e aproveitar isso.

https://www.praisce.com.br/

109 visitas
Propaganda

cool good eh love2 cute confused notgood numb disgusting fail