Propaganda

Artigos

Porto de Santos será palco de Campanha educativa, sobre segurança no trânsito, nos dias 2 e 4 de maio

A Codesp, a exemplo do ano passado, está engajada no movimento mundial denominado “Maio Amarelo” e participará, ativamente, nos dias 2 e 4 de maio, das 08 às 17 horas, de ações previstas no projeto “Trânsito Livre de drogas – Maio Amarelo”. As ações serão desenvolvidas dentro da área do Porto Organizado, pela Codesp em conjunto com o Maxilabor Diagnósticos, mais antigo laboratório de análise toxicológicas privado do Brasil, visando informar os condutores de veículos sobre os efeitos das drogas e medicamentos de prescrição que podem afetar a capacidade de conduzir com consciência e segurança, assim como suas consequências legais.

Quinze guardas portuários da Codesp e equipe do Maxilabor estarão desenvolvendo campanha educativa junto aos condutores de veículos, mostrando a importância de se evitar conduzir sob o efeito de drogas que afetem a segurança. Os guardas portuários atuarão na abordagem dos motoristas e os técnicos do Maxilabor viabilizarão os testes toxicológicos voluntários e anônimos, sem qualquer identificação do doador. Serão distribuídos flyers e brindes para os participantes do projeto.

As equipes estarão, no dia 2 de maio, na entrada da Avenida Augusto Barata (pista sentido São Paulo-Centro de Santos) e no dia 4 de maio na Avenida Sérgio da Costa Matte, antiga Avenida Perimetral (pista sentido Ponta da Praia – Centro), na altura da Rua Luiza Macuco.

A coleta para o exame toxicológico será simples e não invasiva e terá duração aproximada de um minuto. O doador coloca em sua boca um chumaço de poliéster absorvente, que retém fluido oral na quantidade suficiente para o teste. O próprio doador insere o material dentro do orifício para o teste e lacra, de forma inviolável, o acesso. A partir desse momento, não é mais possível inserir qualquer substância ou fluído dentro do kit.

Complementando as ações, no dia 24 de maio, pela manhã, o dr. Anthony Wong, do Maxilabor, ministrará, nas dependências da Codesp, a palestra “Drogas mais usadas entre condutores e métodos eficazes de detecção”.

Projeto

O projeto “Trânsito Livre de drogas – Maio Amarelo” envolve ações educativas para o trânsito, programadas para acontecer durante o Maio Amarelo em 2018. Baseada nos princípios do Código de Trânsito Brasileiro, visa, também, completar a janela de detecção, podendo, por meio da matriz saliva, detectar se o doador da amostra biológica está sob o efeito de alguma substância psicoativa no ato da coleta, fomentando, assim, meios para promover a segurança viária no Brasil.

O uso de drogas e álcool é, ainda, uma das principais causas de acidentes e mortes nas estradas brasileiras. Após o teste de cerca de 2 milhões de condutores, o Registro Nacional de Carteira de Habilitação (Renach) apontou que mais de 80% dos resultados positivos referem-se à utilização de cocaína e seus derivados. Esse teste é amplamente utilizado em campanhas educativas e de prevenção de uso de drogas em empresas de diversos segmentos por todo o mundo.

Os dados coletados subsidiarão o Contran nas ações relacionadas à regulamentação do exame toxicológico de curta janela de detecção. O Contran aprovou a Resolução 722 que definiu para este ano o tema “Nós somos o trânsito”, representando, de forma inequívoca, a responsabilidade de todos os membros da sociedade quanto à questão do trânsito e inseriu no cronograma nacional de campanhas educativas, para o mês de maio, as “Ações de apoio ao Maio Amarelo, campanha da sociedade por um trânsito seguro”. Após o início da exigência dos exames toxicológicos para renovação das habilitações categorias C, D e E, verificou-se uma redução de 38% no número de acidentes nas estradas.

O emprego do exame toxicológico de curta janela de detecção (KIT PRESTO SALIVA SEM ÁLCOOL) já é amparado pelos Artigos 165 e 277 do Código de Trânsito Brasileiro e não demanda qualquer alteração adicional para que possa ser efetivamente aplicado.

O projeto foi idealizado pelo Maxilabor, sob coordenação do Prof. Dr. Anthony Wong, também da Faculdade de Medicina da Universidade de São Paulo e Vice-Presidente do Fórum Internacional de Testagem de Álcool e Drogas.

O kit foi desenvolvido com base em pesquisas acadêmicas, fundamentadas em metodologias científicas e práticas laboratoriais reconhecidas pelas principais sociedades científicas mundiais de toxicologia e de regulamentação de segurança ocupacional e rodoviária. Registrado e aprovado pela Agência Nacional de Vigilância Sanitária (Anvisa), identifica, rapidamente a exposição ou a ingestão muito recente (de 15 minutos até 48 horas) de drogas ou medicamentos que exerçam algum efeito neurológico ou psicoativo no indivíduo testado. Permite a investigação de 4 grupos de substâncias/drogas, incluindo cocaína e derivados, anfetaminas, metanfetamina e opióides, entre outros.

Codesp no Maio Amarelo

A Codesp engajou-se no movimento Maio Amarelo em 2017, quando instalou outdoors com mensagens de conscientização quanto às ações básicas de prevenção para se reduzir o índice de acidentes de trânsito. Além disso, distribuiu milhares de adesivos alusivos ao tema, promoveu palestras dirigidas ao público interno, com instrutores da Polícia Rodoviária Federal, e instalou mais de 30 placas com sugestões de ações preventivas, estrategicamente colocadas em locais de maior afluxo de funcionários, no entorno dos edifícios administrativos da Codesp. Também sinalizou os gates da Codesp, com mensagens dirigidas aos motoristas de caminhões, reforçando a importância da prevenção. Outra ação foi a distribuição de adesivos para painel, afixados em todos os veículos da Guarda Portuária e a serviço da Codesp.

A Prefeitura de Santos, a Companhia de Engenharia de Tráfego e a Polícia Militar também estão engajados no movimento.

275 visitas
Propaganda

cool good eh love2 cute confused notgood numb disgusting fail