Propaganda

Artigos

Mudança cultural em empresas requer revisão de processos e movimento de liderança

Diretor geral da People+Strategy, João Roncati fala da necessidade de análise de processos e de atitudes dentro da organização para transformação segura

A revolução 4.0 tem motivado empresas a buscarem movimentos de transformação cultural, a fim de acompanhar as novas tecnologias e sua inserção, ou pelo menos sua capacidade competitiva, em diversos setores da economia mundial.
Apesar da euforia que a transformação digital pode inspirar, especialistas da área apontam que a mudança precisa ser cuidadosa e levar em conta três elementos associados: cultura, liderança e sociedade. Essa é uma avaliação feita por Peter Schein, executivo de estratégia em empresas do Vale do Silício.

Ele explica ainda que essas preocupações (ou elementos, como ele chamou) são diferentes de acordo com os ambientes em que acontecem. Isto é, enquanto uma startup se preocupa em construir a cultura certa, as empresas de “meia-idade” estão em processo de integração de subculturas ocupacionais e sociais, e as mais antigas se concentram em como aplicar uma “cultura de inovação”.

A ideia de debater cultura num ambiente de transformação digital e inovação não deve estar baseada ou reduzida à proposta de fazer as coisas de forma diferente, como explica o diretor geral da People+Strategy, João Roncati. E muito menos circunscrita a comportamentos.

“Não estamos falando só de atitude, estamos falando de olhar novamente os processos de uma organização. A reorganização e conexão entre competências e processos vitais. É necessário, para que as competências novas ou reforçadas possam funcionar da forma que você imagina, estar atendo aos processos que as regem ou influenciam. Não adianta mudar atitude, se os processos não permitem com que as coisas mudem de fato”, pontua.

Para o Roncati, o líder, o empreendedor ou mesmo o profissional e a empresa que está reavaliando sua carreira precisa estar comprometido com seriedade e profundidade na mudança. Em geral a mudança requer esforços extras, seja qual for a motivação: como posicionamento frente à concorrência, se antecipar às tendências do mercado ou atender a novas exigências dos clientes.

Mudança cultural, indústria 4.0: estratégia

Passa por essa avaliação o reconhecimento de talentos que podem contribuir para a cultura organizacional. Uma pesquisa da Deloitte em que foram ouvidos 2.042 executivos, sendo 125 brasileiros (6% da amostra global), avaliou esse e outros fatores que definem as transformações digitais, uma das principais questões que interferem na mudança cultural recente das empresas.

Entre os brasileiros ouvidos no estudo, 54% afirmaram ter a dificuldade de atrair talentos com as competências necessárias como principal desafio para compor a força de trabalho em um mundo 4.0. Ao mesmo tempo, um dado já aponta um panorama positivo: 74% reconhecem quais são essas deficiências.

Roncati destaca que a mudança cultural é indissociável da estratégia organizacional. A cultura representa o jeito de ser, para uma estratégia, que representa o posicionamento no macroambiente. Assim, um jeito de ser desalinhado com o posicionamento seria, no mínimo, esquizofrênico”, na verdade um enorme incômodo para uma organização.

“Mudança cultural sempre ocorreu ao longo da história e ocorrerá. A questão é que estamos, ao que tudo indica, num período de mudanças profundas em várias perspectivas do macroambiente. Os ciclos de mudança estão mais curtos, consequentemente, a pressão sobre as organizações vem sendo maior e mais frequente. Encará-la é olhar para mudanças que estão ao nosso redor, na sociedade, nos nossos clientes e concorrentes. Por isto, requer cuidado e profundidade”, finaliza.

Sobre a People+Strategy

A People+Strategy Consultoria Empresarial, ou P+S, é uma empresa brasileira de consultoria que integra a abordagem de Estratégia e Planejamento, com a implementação da Gestão por Competências e o Desenvolvimento Humano. Atua fortemente com business efficiency, mudança organizacional e cultura empresarial. Mais informações em: www.peoplestrategy.com.br

533 visitas
Propaganda

cool good eh love2 cute confused notgood numb disgusting fail