Propaganda

Artigos

Logística: Empresa investe e desenvolve tecnologia nacional

Especializada em automação de processos intralogísticos, Invent aumenta eficiência em centros de distribuição e passa a produzir 70% do seu portfólio no Brasil.
Uma mudança de postura frente ao mercado permitiu que a Invent (www.invent.eng.br), empresa especializada em automatização de processos logísticos, triplicasse o faturamento em 2018. No mesmo ano em que a economia variou conforme os humores da eleição e o país cresceu apenas 1.1%, um investimento em uma fábrica própria, que deu mais agilidade no atendimento aos clientes, foi significativo para atingir esse resultado.

Inaugurada em abril e instalada em São Bernardo do Campo, a fábrica permitiu à Invent produzir 70% dos componentes utilizados nos projetos – antes, tudo era importado. “Agora, 30% continua sendo produzido no exterior, porque são produtos de alta performance com componentes muito específicos, que não valeria fabricar aqui”, explica Augusto Ghiraldello, cofundador e VP de Vendas da empresa.

Um dos principais impactos da mudança foi a rapidez na capacidade de desenvolver e implementar soluções que atendam as demandas do cliente. Quando era necessário trazer todos os elementos de fora, o prazo variava entre quatro e cinco meses, a depender da complexidade. Hoje, fica entre dois e três meses.
Além da fábrica, a Invent também investiu em novas sedes de atuação, em localizações estratégicas próximas a polos logísticos importantes no Sudeste. A primeira delas, aberta em meados de 2018, fica em Alphaville e atende a Centros de Distribuição instalados na região de Barueri. No começo de abril deste ano, foi a vez de uma base em Extrema, no interior de Minas Gerais.

Melhor eficiência logística

Em Minas, um dos clientes atendidos é a Máxima Logística, responsável pela distribuição de produtos do Grupo Hinode, de cosméticos. No Grupo Hinode, a Invent foi responsável por desenvolver e implementar uma infraestrutura para automatizar o fracionamento de pedidos comprados pelo e-commerce e a separação de caixas fechadas para atender franquias. “Tudo isso era feito manualmente, então buscávamos uma solução para isso e eles nos ofereceram o projeto que mais se adequava aos nossos objetivos, tanto no ponto de vista de custo quanto na produtividade”, explica Edney Falaschi, gerente de logística da companhia.

O aumento de eficácia foi significativo no CD da Máxima em Extrema. Antes, uma equipe que trabalhava em dois turnos tinha capacidade de fechar entre 13 mil e 15 mil caixas por dia. Hoje, com a automação da Invent, são embaladas 25 mil caixas em apenas um turno.

Para Augusto, resultados semelhantes têm sido vistos entre outros clientes da empresa. “Nós nos tornamos referência para logística de e-commerces, que foi o que nos permitiu crescer tanto ano passado, em meio a uma economia ainda saindo da crise”, afirma. No entanto, a empresa não se fecha no nicho. Pelo contrário, a expansão geográfica e em capacidade de produtividade deve abrir a porta para outros mercados, incluindo a outros países da América Latina. Com isso, a expectativa é dobrar o faturamento ao longo de 2019.

293 visitas
Propaganda

cool good eh love2 cute confused notgood numb disgusting fail