Propaganda

Artigos

Ferramentas facilitam gestão de empreendedores e funcionários

Realizar a gestão de uma empresa é algo complicado, que requer muita atenção, tempo e planejamento. Talvez seja este o motivo pelo qual muitas empresas acabam por negligenciar sua gestão, por mais fundamental que
ela seja na busca pela saúde financeira e na imagem da empresa perante seus stakeholders.

Porém, já existe no mercado algo capaz de diminuir a margem de erros de gestão: as ferramentas gerenciais. Atualmente há uma infinidade de sistemas de gestão à disposição dos empreendedores. Na maioria das vezes em forma de softwares, exemplo destas ferramentas são os famosos ERPs (Enterprise Resource Planning), sistemas que integram todas as áreas de uma empresa e automatizam diversos processos manuais e burocráticos. “Para cada ramo de atividade existem diversas opções, dependendo da complexidade da atividade ou do porte da empresa”, explica Leonardo Grisotto, consultor financeiro e empresarial e diretor-geral e Empresarial.

É importante frisar que a gestão de uma empresa vai muito além dos softwares, uma vez que abrange o alinhamento de pessoas, processos e ferramentas. Mas os benefícios gerados pela utilização de softwares de
gestão são inegáveis.

Empresas que usam softwares integrados de gestão se beneficiam de maior agilidade nas rotinas operacionais, mais segurança com seus dados e maior padronização dos processos de negócios. Grisotto ainda explica que “com um sistema integrado, fica muito mais fácil analisar os dados e informações e com isso, a gestão acaba ficando mais estratégica e focada em resultados. Sem um sistema, é muito fácil cair na vala do ‘achismo’. Eu acho
que custa tanto, eu acho que paguei X (mas foi Y), eu acho que ganhei dinheiro…”.

Já para os funcionários há outros benefícios na utilização destas ferramentas além da maior praticidade no trabalho. “Há padrões claros e bem estabelecidos e uma rotina bem definida. Em muitos deles, existem auditorias de uso (log) que registram o que foi feito, gerando maior segurança para o funcionário. É muito mais prático e rápido gerenciar os dados com um sistema ERP do que com uma planilha, por exemplo”, relata o diretor-geral da Leão Bravo Gestão Financeira e Empresarial.

Quanto aos tipos de software, Leonardo alerta que não existe uma regra ou uma melhor ferramenta eleita como a melhor, pois cada empresa possui necessidades específicas. Para quem busca implementar uma ferramenta
de gestão Grisotto aconselha: “o empresário precisar entender primeiro os prontos críticos do seu negócio. Esses pontos norteiam a busca do sistema.

Se a ferramenta atender esses pontos críticos, a pesquisa deve avançar, se não atender, descarta-se e buscamos outra solução”.

Tal planejamento e pesquisa são essenciais para encontrar a ferramenta mais adequada, pois caso a contratação e implantação seja mal planejada, ou o sistema contratado não atender aos pontos críticos, haverá
retrabalhos e insatisfação dos funcionários, além de trabalho dobrado em controles paralelos. “A empresa vai investir em treinamentos, licenças e vai acabar perdendo tudo isso se não planejar bem a implantação desse tipo de
ferramenta. A forma de se lidar com isso é planejar bem ou contratar consultoria especializada”, explica Leonardo.

daLeão Bravo Gestão Financeira

283 visitas
Propaganda

cool good eh love2 cute confused notgood numb disgusting fail