Propaganda

Artigos

Athié Wohnrath inaugura novo modelo de negócio durante evento What’s Next

Em noite de lançamentos, o Grupo apresentou ainda um veículo inédito de conteúdo, relacionamento e negócios voltado à arquitetura, construção e tecnologia

A Athié Wohnrath, maior escritório de arquitetura, construção e tecnologia do Brasil, promoveu na noite do dia 23 de outubro na Casa Fasano o “What’s Next”, evento que trouxe três lançamentos: o livro de sua parceira internacional, a Arquitectonica; o novo modelo de negócio USE, em conjunto com a Fábrica de Startups; e o portal de arquitetura TAG – The Arch Guide – uma iniciativa em parceria com o empresário Sérgio Waib e com a produtora Multisolution.

Ivo Wohnrath e Sérgio Athié receberam os convidados, que se encerrou com o show de Luiza Possi. “A realização deste evento é um novo marco em nossa história de mais de vinte anos. Quando falamos em transformação digital, precisamos vivenciá-la na prática. E é isso que estamos fazendo tanto nos nossos negócios como na nossa comunicação e relacionamento com clientes, parceiros e mercado. Foi uma noite de comemorações e de início de novos ciclos”, comentou Ivo Wohnrath.

Um novo modelo de negócio para uma nova forma de inovar dentro de casa

Criada há seis anos em Portugal e há mais de um ano presente no Brasil, a Fábrica de Startups tem sua nova sede no Rio de Janeiro assinada pela Athié Wohnrath. Desta relação, identificou-se a oportunidade de criar um produto que traga o know-how da Fábrica de Startups e o ecossistema de inovação para dentro dos espaços físicos idealizados pela Athié Wohnrath. Assim nasceu a USE, um novo modelo de negócio no País que surge com uma proposta de imersão e criação de condições favoráveis ao contínuo desenvolvimento de soluções para o cliente.

“O mundo corporativo já enxerga cada vez mais a importante vantagem de se ter escritórios altamente tecnológicos, espaços abertos, atrativos para o funcionário, que estimulem criatividade. Mas não basta o espaço físico, é necessário criar “alma” para esse ambiente. Preenchê-lo de formas de interação que possam gerar resultados efetivos. Criamos assim o USE, para que as instituições se insiram no ecossistema de inovação e possam envolver suas equipes”, declarou Hector Gusmão, CEO da Fábrica de Startups Brasil.

O USE vem para suprir o mercado em termos de apoio às corporações nesse momento de transformação digital, contribuindo para que tanto as empresas como seus colaboradores desenvolvam um mindset inovador. Trata-se de uma metodologia exclusiva desenvolvida e validada por centenas de empresas em todo o mundo. O programa de inovação apresenta conexões com incubadoras e aceleradoras promovidos pela Fábrica de Startups dentro de ambientes criados pela Athié Wohnrath. Espaços esses que destacam a identidade do cliente, que fomentam a colaboração, cocriação e engajamento das pessoas, impactando assim sua cultura organizacional. Em resumo, é a expertise da Fábrica, já aplicada com sucesso há anos, que agora será inserida nesses espaços.


Sérgio Athié, sócio fundador da A|W, destacou a importância da união das expertises para a entrega de ambientes que realmente promovam essa transformação. “Criamos condições favoráveis ao desenvolvimento de soluções inovadoras, com novas dinâmicas de utilização do espaço, aplicação de conteúdo e participação ativa das pessoas na construção de uma cultura de inovação e inserção da corporação nesse ecossistema”, finalizou o empresário.

TAG – The Arch Guide

Um canal disruptivo que acompanha a forma como a empresa se posiciona e faz negócios. O novo portal de arquitetura TAG – The Arch Guide -, é um veículo de conteúdo, relacionamento e negócios que irá impactar o universo da arquitetura, construção e tecnologia. Criado por Sérgio Waib, Ivo Wohnrath, Pedro Queirolo e Paulo Voltolino, o portal terá como âncora a jornalista Carol Castelo Branco, ex-REDE TV!, SBT e Record.

“O TAG será uma vitrine de grandes projetos arquitetônicos. Nosso propósito é compartilhar e inspirar novas ferramentas e ideias, transformando informação em conhecimento através da humanização da arquitetura. Fazer da inovação um caminho para ditar tendências no ecossistema entre pessoas e companhias, como geradora de negócios”, destacou Sérgio Waib.

Mais de quatro décadas de história

A Arquitectonica, empresa de arquitetura global sediada em Miami e parceira internacional do Grupo Athié Wohnrath desde 2014, comemora o seu quadragésimo primeiro aniversário com a edição de retrospectiva de seus trabalhos, mantendo-se na vanguarda do design. Com escritórios em Nova York, Los Angeles, Paris, Hong Kong, Xangai, Lima e São Paulo, a capacidade de inovação da Arquitectonica é reconhecida pelos profissionais de todo o mundo.

Desde a sua criação em 1977, a empresa foi aclamada pela crítica e público por seu modernismo ousado, que foi imediatamente identificado com um renascimento na paisagem urbana de Miami. Fundada por Bernardo Fort-Brescia e Laurinda Spear, a companhia supera os limites do design com o uso de materiais, geometria, padrão e cor.

“Recebemos centenas de prêmios de design e nosso trabalho inovador tem sido tema de exposições em numerosos museus e instituições. Hoje, nossa prática se estende pelo mundo, com projetos em cinquenta e oito países nos cinco continentes”, ressaltou Fort-Brescia.

A presença global da Arquitectonica pode ser vista por alguns de seus trabalhos, como a sede da Microsoft Europa em Paris; o Museu do Bronx em Nova York; Festival Walk e Cyberport Technology Campus em Hong Kong; o Agricultural Banco da China e China Construction Bank com sede em Xangai; o Centro Internacional de Finanças em Seul. A companhia também criou a sede do Banco Real Santander e do JK Iguatemi em São Paulo; as torres Infinity em San Francisco; a Philips Arena, em Atlanta; e o Brickell City Center e a American Airlines Arena, em Miami.

O autor do table book da Arquitectonica é Alastair Gordon, editor de Arquitetura e Design no WSJ. Gordon foi editor colaborador na House & Garden; editor do Dwell em Nova York; editor contribuinte no Atelier Magazine, Tokyo, e editor geral do Princeton Papers on Architecture (1992-1995). Ele é um premiado autor, crítico, curador e cineasta que tem escrito amplamente sobre questões de design ambiental.

Sobre a ATHIÉ WOHNRATH

Referência em Arquitetura, Construção e Tecnologia, a Athié Wohnrath é responsável por projetar e implantar espaços inovadores com excelência e processos diferenciados. O Grupo, que alcançou em 2017 receita equivalente aproximada em R$ 1,1 bilhão, conta com cerca de 750 colaboradores distribuídos entre os escritórios em São Paulo e Rio de Janeiro.

Para a A|W, projetos impactantes são aqueles que traduzem o jeito de ser das pessoas e os valores das empresas. O propósito de criar ambientes que proporcionem experiências únicas e sejam atrativos em suas mais variadas formas guiam as equipes multidisciplinares formadas por arquitetos, designers e engenheiros.

O desenvolvimento de inúmeras soluções utilizando metodologia própria, com ações integradas, decisões rápidas, consistentes e seguras ultrapassam barreiras territoriais com alianças internacionais que fazem com que o Grupo seja responsável por milhares de projetos e implantações de ambientes de trabalho, prédios residenciais, educacionais, de saúde, hotelaria, indústrias e galpões de logística.

Sobre a Fábrica de Startups

Fundada em 2012, a Fábrica de Startups tem um método próprio de aceleração e incubação. A aceleradora não injeta recursos financeiros nas startups e oferece uma gama de serviços compartilhados, como uma rede de mentores. A ideia é trabalhar a startup e criar empreendedores de sucesso por meio de uma metodologia própria de forma mais orgânica.

A inauguração oficial no Brasil acontecerá no dia 12 de novembro, com um novo espaço inovação de 3.200 m² no porto do Rio de Janeiro. A Fábrica de Startups estimula o desenvolvimento de startups que possam criar soluções inovadoras para ajudar grandes corporações, criando assim, o maior ecossistema empreendedor do Rio de Janeiro.

Considerada uma corporate venture (aceleradora corporativa), a Fábrica conta com unidades em Lisboa e Macau (ex-colônia portuguesa que hoje tem controle chinês) e já tem 500 startups lançadas e 2 mil empreendedores apoiados. Com a unidade no Rio de Janeiro, a intenção é criar o maior hub de empreendedorismo, inovação e tecnologia da cidade.

65 visitas
Propaganda

cool good eh love2 cute confused notgood numb disgusting fail