Propaganda

Artigos

3 passos para investir em tecnologia para RH em 2020

A cada novo desafio do mercado, a área de recursos humanos se torna ainda mais estratégica nas organizações para potencializar o desempenho do principal ativo dos negócios: as pessoas. Nesse cenário, investir em tecnologia para RH contribui com a busca por maior assertividade na tomada de decisões, aumento na produtividade, dentre outras melhorias. Mas como planejar esses investimentos? Quais ferramentas realmente vão otimizar os resultados da companhia?

Investir em tecnologia para RH
De acordo com Lindomar Suassuna, Gerente de Arquitetura de Soluções da LG lugar de gente, é cada vez mais perceptível a procura das empresas por um suporte tecnológico capaz de oferecer vantagem competitiva.

“Nos diversos projetos que temos com nossos clientes, percebemos que o RH, de uma maneira geral, está buscando no parceiro de tecnologia para gestão de pessoas um aliado para melhorar seus resultados no trato com o capital humano e assim impactar positivamente no negócio da organização”, afirma.

Com base nisso, Lindomar realizou o webinar “Vai investir em tecnologia para RH? Veja como se planejar”, explicando o passo a passo da definição do plano à execução. Também esclareceu como esse investimento pode melhorar o desempenho da empresa e reduzir custos.

1 – Defina o que precisa ser mudado
Lindomar ressalta a importância de iniciar o planejamento pela definição do que precisa mudar na empresa. “Quem está pensando em investir em tecnologia para RH em 2020, pode ter como direcionadores de valor, por exemplo, os indicadores de turnover, absenteísmo, aumento de produtividade e redução de risco”, enumera.

Para o especialista, isso é essencial para evidenciar o impacto positivo que o trabalho pode trazer. “O primeiro item é fazer essa identificação de valor e verificar quais pontos devem ser trabalhados e realmente serão relevantes para as empresas. Após isso, é possível começar a definir quais soluções são interessantes para o RH, buscar as ferramentas que atendem às necessidades da organização e a projetar ganhos de produtividade e redução de custos”, completa.

2 – Tenha o financeiro como aliado
Seguindo em frente, após visualizar o que precisa ser mudado no processo, Lindomar explica que é possível estabelecer as ações que serão tomadas e os recursos que serão necessários.

Nessa etapa, ele defende a importância da aproximação da área de Recursos Humanos com o financeiro para escolher a melhor estratégia a ser seguida e até mesmo justificar os impactos desse investimento em tecnologia para RH no negócio.

“A parte de finanças deve estar conectada desde o início. É importante identificar se é preciso aumentar a produtividade, reduzir o turnover, o absenteísmo ou o risco. Tudo isso pode ser precificado e com base nisso começamos a construir a defesa orçamentária”, aconselha.

3 – Busque as soluções certas
Já na fase de execução do plano, ele ressalta que é imprescindível contar com o suporte de especialistas no assunto. Para o Gerente de Arquitetura de Soluções da LG de lugar de gente, essa figura se materializa na escolha do fornecedor de tecnologia para RH adequado.

De olho nas tendências para 2020, Lindomar recomenda a aplicação de ferramentas tecnológicas no processo de recrutamento, treinamento e dia a dia da empresa, até mesmo para otimizar a escolha dos benefícios oferecidos aos colaboradores.

Contudo, para que o trabalho alcance o objetivo projetado é necessário o acompanhamento constante. “É importante ter um parceiro de negócio relevante e com uma vasta experiência para ajudar ao longo do caminho”, finaliza Lindomar.

679 visitas
Propaganda

cool good eh love2 cute confused notgood numb disgusting fail